Alterações na próstata e o exame de toque retal

Está com problemas na próstata e terá que passar pelo exame de toque retal? Está com medo e ansioso por causa desse exame? Então confira abaixo detalhes sobre o exame de toque retal e porque ele é tão importante.

A próstata é uma glândula masculina localizada abaixo da bexiga, cuja função é produzir um dos fluidos que constitui o sêmen, que começa a se desenvolver durante a adolescência, chegando ao tamanho de uma noz, ou seja, aproximadamente 3 cm.

O problema é que, após uma certa idade, na maioria dos homens, a próstata aumenta muito, o que acaba pressionando a uretra e causando problemas na bexiga e ao urinar.

Embora o aumento da próstata não tenha uma ligação direta com o câncer, alguns sintomas de seu crescimento são iguais aos do câncer, por isso, é fundamental que, ao primeiro sinal, seja buscada a ajuda de um especialista.

Vale saber que, no Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens e 75% dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos, por isso é super importante que a gente previna as doenças de próstata, e existe um suplemento natural chamado renovaprost que além de tratar algumas doenças, ele também ajuda na prevenção.

Sem dúvida, o fato dos homens não se cuidarem e ainda terem preconceito com o exame de toque retal, fundamental para detectar doenças na próstata, só acaba prejudicando o tratamento.

Acredite, 70% dos pacientes são curados com o tratamento do câncer de próstata quando a detecção da doença é feita na sua fase inicial, por isso, a importância de realizar o exame, imprescindível para o diagnóstico da doença, que dura poucos segundos e não causa nenhuma dor.

O que é exame de toque retal?

O exame de toque retal, também chamado de exame de próstata, é um procedimento de rotina para a avaliação prostática. Através desse exame é possível detectar alterações na glândula e, se for feito de forma precoce, mais sucesso terá o tratamento.

Vale saber, no entanto, que o exame de toque retal é apenas mais uma ferramenta para ajudar no diagnóstico de determinadas doenças.

Por exemplo, em casos de suspeita de câncer, o exame de próstata é acompanhado do exame PSA e, caso sejam notadas alterações, pode haver necessidade de fazer outros exames.

Como é feito o exame de toque retal?

O exame de toque retal é feito em um consultório médico, durante consulta de rotina ao urologista.

O paciente deverá tirar a roupa e deitar em uma maca, na posição que o médico achar mais adequada, podendo ser na posição ginecológica ou deitado de lado.

O médico, então, com a ajuda de uma luva devidamente lubrificada, introduz o dedo na região retal (canal que liga o ânus ao reto). O exame é bem rápido, geralmente, dura cerca de 10 segundos, além de ser indolor, algumas vezes, até pela tensão, só causa certo incômodo.

Para que serve o exame?

O exame serve para coletar informações fundamentais, desde detectar a presença de lesões perianais, hemorroidas, tumores de reto, tônus muscular, aspecto da mucosa do reto, volume da próstata e etc.

Vale saber que a Sociedade Brasileira de Urologia recomenda o exame de toque retal a partir dos 50 anos mas, no caso de homens com histórico familiar de câncer da próstata, o exame deve iniciar aos 40 anos.

Em ambos os casos, no entanto, o exame deve ser feito uma vez por ano.

Leave a Reply